20.11.2018 | Notícias

Espiritualidade do presépio

red

Chegada a época do Natal e estando São Francisco num povoado chamado Greccio, na Itália; quis celebrar o nascimento do Senhor de um modo um tanto diferente: ao vivo, com um bebê de verdade, com um pai e uma mãe de verdade, com animais de verdade. Cheio de entusiasmo, preparou tudo. Francisco queria lembrar o menino que nasceu em Belém, os apertos que passou, como foi posto numa manjedoura, e ver com os próprios olhos como ficou em cima da palha, entre o boi e o burro.

Nunca mais será esquecida aquela noite de 24 de dezembro: vieram camponeses com tochas acesas de todas as partes. O campo encheu-se de luz e canções. Francisco cantava, sorria; todo o seu semblante estava luminoso. Falou de tal forma sobre um Deus Altíssimo e Poderoso que, para manifestar-nos seu amor, se fez uma criança pobre, frágil e indefesa, filho de uma mãe pobre e humilde, e assim despertou sentimentos de ternura em todos.

Francisco então, foi o grande idealizador do primeiro presépio da história. Seu mérito não foi o de ter inventado uma cena que todos poderiam reproduzir, mas o de ter mostrado com que sentimentos de coração devemos nos aproximar de Jesus.

Seguindo esta mesma mística de São Francisco, nosso colégio também busca, por meio da espiritualidade do presépio conscientizar a todos sobre o verdadeiro sentido do Natal! Paz e Bem!

Leia também

asd
Notícias

JEM

face
Educação Infantil

Cookies “São Chico”